OCEMG / SESCOOP / MG

Notícias Mercado

27/11/2018
Cooperativistas mineiros atuam em defesa da produção de leite 

Representantes da Fecoagro Leite Minas e de cooperativas mineiras do ramo Agropecuário, de produção de leite, cumpriram agenda em Brasília para apresentar o cenário de dificuldades pelo qual o setor passa atualmente. Nos dias 21 e 22 de novembro, houve reuniões com representantes do governo federal e do Poder Legislativo.

Um dos encontros foi com o secretário da Casa Civil, Daniel Sigelmann, com presidente da Câmara e da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Rodrigo Alvim, e com coordenador do Ramo Agro do Sistema OCB, Paulo César Dias. Ocorrida no dia 22, a reunião teve como tema a sugestão da CNA sobre a necessidade da prorrogação dos direitos antidumping às exportações de leite em pó da União Europeia (UE) e da Nova Zelândia para o Brasil.

De acordo com Alvim, a cada cinco anos é necessário renovar os direitos antidumping e o terceiro período de prorrogação está próximo. O pedido é para a manutenção das alíquotas de 14,8% para o leite importado da UE e de 3,9% para o da Nova Zelândia. O dumping acontece quando há venda de produtos de indústria externa a preços menores que o mercado interno do próprio país.

A CNA está trabalhando junto ao governo federal para a renovação das medidas de proteção ao mercado interno do leite por cinco anos. O prazo atual para prorrogação vence em fevereiro de 2019.

"Como é um tema que impacta diretamente no negócio do leite, que tem relação direta com nosso segmento, participamos dessa reunião com o propósito de levar até o secretário os percalços que enfrentamos atualmente como produtores", afirmou o diretor executivo da federação, Nidelson Falcão.

Leite em pó

Outro tema debatido pelos representantes da Fecoagro Leite Minas e presidentes de cooperativas de leite mineiras foi a importação do leite em pó, principalmente do Uruguai. No dia 21 de novembro, a comitiva esteve em encontros com deputados federais e em uma reunião com o Ministro da Agricultura, Abastecimento e Pecuária (Mapa), Blairo Maggi. 

"Além do antidumping, outro assunto relevante é o aumento da importação do leite em pó no Brasil", ressaltou. "Estamos em período de safra de leite e de aumento das chuvas, em que a produção tende a crescer. Isso propicia a queda do preço do produto. É uma situação muito delicada", explica Falcão.

Em épocas chuvosas, os pastos melhoram, fazendo com que as vacas produzam igual ou mais leite, o que eleva a oferta do produto no mercado, abaixando o preço. Somado a isso, a importação de leite em pó agrava ainda mais a situação para que produz no Brasil.

De acordo com dados do MAPA, a importação de leite em pó pelo país foi de 14.234 toneladas somente no mês de outubro. Em janeiro, por exemplo, foram importadas 4.615 toneladas do produto, ou seja, são cerca de 10 toneladas a mais de leite em pó entrando no país no decorrer do ano.

"Nossa reunião com o Ministro foi no sentido de pedir apoio aos produtores mineiros nesta safra. E ele se sensibilizou com os depoimentos de vários presidentes de cooperativas mineiras sobre as dificuldades que vêm enfrentando na produção leiteira", finalizou o diretor executivo da Fecoagro Leite Minas.

PUBLICAÇÕES

SOBRE

O Sistema Ocemg é formado pela Ocemg, entidade de representação política e sindical patronal das cooperativas no Estado, e também pelo Sescoop-MG, responsável pelas atividades de formação profissional, monitoramento e promoção social do setor. Atua em benefício do crescimento e desenvolvimento do cooperativismo mineiro, orientando as cooperativas na busca por uma gestão cada vez mais eficiente, que impulsione o crescimento socioeconômico do Estado.

Este site é assinado por: Bhtec e:house
Sistema Ocemg        
Rua Ceará, 771 - Funcionários - Belo Horizonte-MG - CEP: 30150-311
Telefone: (31) 3025-7100